Pesquisar no site


Contato

Henrique519

E-mail: henrique519@hotmail.com

Trilha pelas Serras Capixabas é opção para quem gosta de natureza

11/07/2011 12:19

 Até o fim dos anos 1980, aquela área de mais de mil hectares era uma reserva natural pouco preservada. Matança desenfreada de animais selvagens, acampamento e churrascadas sem controle, e pedras danificadas pelo vandalismo de visitantes.

 

Serras Capixabas

 
Foto 37 de 37 - Vista da Pedra Azul, o principal atrativo das Serras Capixabas, a 90 km de Vitória, capital do Espírito Santo. Esse maciço rochoso tem 520 metros de altura da base até o topo e está a 1822 metros de altitude Eduardo Vessoni/UOL
 
 

Atualmente, quem visita o Parque Estadual da Pedra Azul, na região serrana do Espírito Santo, já encontra um cenário modificado com uma estrutura que inclui um pequeno centro de visitantes com exposição de animais empalhados e guias que, obrigatoriamente, devem acompanhar os visitantes pelas trilhas abertas no local.

No entanto, o que não muda nunca (por sorte) é a impressionante Pedra Azul, um maciço rochoso de tons azulados com 520 metros de altura da base até o topo que se encontra a 1822 metros de altitude. Imponente, essa rocha de granito é o principal atrativo natural da região de Aracê, um dos municípios que compreendem o roteiro turístico das Serras Capixabas, a 90 km de Vitória.

E para ver o que há de melhor na região, a dica é encarar as diversas trilhas disponíveis tanto para crianças e adultos de mais idade quanto para os caminhantes mais experientes. No Parque Estadual da Pedra Azul, com acesso pela bela Rota de Lagarto, o visitante encontra caminhadas famosas como a própria trilha que dá nome ao percurso, que compreende 480 metros de extensão e dá acesso ao mirante da Pedra do Lagarto, uma saliência rochosa de 170 metros de altura.

Algumas subidas íngremes e terreno irregular fazem o caminhante querer desistir, mas a vista que se tem diante dessa imensa rocha que parece flutuar no ar é uma das visões mais impressionantes do interior desse parque.

Para quem quer ir mais longe, literalmente, a Trilha das Piscinas é a próxima parada e poder ser feita no mesmo dia da visita. Com 1250 metros de extensão, incluindo uma subida íngreme por uma corda de 96 metros que ajuda a encarar a pedra lisa, a trilha dá acesso aos famosos poços naturais desse parque de 1240 hectares.

Menos conhecido, mas tão belo quanto, o Parque Estadual do Forno Grande é outra das atrações imperdíveis dessa região serrana que inclui municípios como Pedra Azul, Aracê, Venda Nova do Imigrante e Domingos Martins.

O parque de 730 hectares leva o nome de outra imensa pedra local, o Forno Grande, cujo nome se deve a seu formato de forno para assar pães. O local não tem a mesma estrutura que o atrativo vizinho e se localiza em uma região de difícil acesso a mais de 20 km de Aracê, mas abriga trilhas que fazem valer o sacrifício, como a Trilha da Santinha, uma caminhada de 420 metros que dá acesso à imagem de Nossa Senhora da Aparecida localizada no interior de uma gruta, e a Trilha dos Poços Amarelos com 840 metros de extensão e que dá acesso a curiosas piscinas naturais de águas de tons amarelados devido ao acesso de ferro.

Na mata fechada das trilhas ou no alto dos mirantes de vistas privilegiadas, o visitante terá uma das melhores imagens do Espírito Santo, literalmente.
 

  • Eduardo Vessoni/UOL

    Região serrana do Espírito Santo vista a partir de mirante do Parque Estadual do Forno Grande; local tem belas trilhas que levam aos famosos poços naturais com águas de tons amarelados


Informações turísticas
www.setur.es.gov.br


Parque Estadual da Pedra Azul
O parque fica no município Aracê.
Tel:(27) 3248-1156.
Diariamente, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30.
Entrada gratuita
www.pedraazul.com.br


Parque Estadual do Forno Grande
Forno Grande (Zona Rural) - Castelo
Tel: (28) 9966-7550.
Entrada gratuita. É necessário agendamento prévio.
Diariamente, das 8h às 17h.
pefg@iema.es.gov.br


Como chegar
O aeroporto mais próximo está em Vitória, capital do Espírito Santo. De São Paulo, os voos duram pouco mais de uma hora e são operados pela Gol (
www.voegol.com.br), Tam (www.tam.com.br) e Trip (www.voetrip.com.br). Para quem chega de avião, a melhor opção é alugar um carro para conhecer as serras de forma independente, uma vez que algumas atrações não contam com serviços de transporte público. A região de Pedra Azul está a 90 km de Vitória Quer saber mais acesse o site www.uol.com.br