Pesquisar no site


Contato

Henrique519

E-mail: henrique519@hotmail.com

E de emocionar mesmo parabéns Casagrande

10/07/2011 22:39

 

Casagrande chora no programa do Faustão e fala em reconquistar amizade do filho

 

  • Casagrande, hoje recuperado do problema com drogas, relembrou a fase difícil e falou sobre o filho

    Casagrande, hoje recuperado do problema com drogas, relembrou a fase difícil e falou sobre o filho

Casagrande mais uma vez falou sobre seu problema com as drogas e como conseguiu recuperar-se. Em um quadro do Domingão do Faustão, da Globo, o ex-jogador e hoje comentarista explicou o que passou, ouviu depoimentos de familiares e colegas de profissão e saiu do palco, às lágrimas, prometendo se reaproximar de um dos filhos.

A história envolve Symon Casagrande, filho mais novo do comentarista. Em depoimento, ele contou que se magoou com o pai ao saber do vício deste em drogas, e sentiu-se traído por não ter ficado sabendo antes.

“Quando contaram, todo mundo já sabia. Eu senti raiva e tristeza, porque o meu pai, o meu melhor amigo, fez uma coisa que ele sempre disse para eu não fazer. Hoje a minha melhor amiga é a minha mãe, mas eu estou aberto para ele”, disse Symon, que tem cerca de 18 anos.

Às lágrimas, Casagrande explicou que tentou poupar o filho mais novo, com quem tinha uma relação muito próxima. De quebra, prometeu tentar recuperar o tempo perdido.

“Se eu tenho vários objetivos na minha vida, hoje eu tenho uma maior ainda, que é reconquistar a amizade do meu filho”, disse Casagrande.

A passagem do ex-jogador de Corinthians, São Paulo e seleção brasileira foi marcada por muita emoção. Além de explicar que segue se tratando até hoje, Casagrande contou detalhes de como foi o início de sua internação em uma clínica de reabilitação para dependentes químicos.

“Lá eu tinha uma rotina. Acordava todo dia às 7h, cuidava da horta, fazia terapia... Nos primeiros quatro meses eu não aceitava a doença, mas depois eu comecei a pensar no que estava causando nas pessoas”, disse Casagrande, que ouviu depoimentos dos pais, dos três filhos e de colegas como Caio Ribeiro e Galvão Bueno.